Carregando Post...

Viagem Junho 2017

Paz Queridos,
O Senhor sabe nos conduzir por caminhos surpreendentes, e a maneira como Ele faz as coisas é realmente admirável….

Era isso que ia pensando enquanto estava em cima de uma caminhonetepassamos por enormes milharais, fazendas de soja e muita poeira da estradade terra, nosso destino era a aldeia Z, recebemos um convite para passarmosuns dias ensinando sobre Jesus para umas pessoas que tinham se convertidoe queriam muito aprender mais, porque sabem pouco, eles foram na cidadepróxima pedir ajuda, pedir que alguém fossem na aldeia somente com umobjetivo , ensinar a eles sobre Jesus. Isso já seria raro se acontecesse emalgumas tribos do Brasil , rodeadas por cidades pequenas, e com acesso asaldeias de forma fácil e legal, mas o pedido veio de um chefe que moradentro do Xingu, um lugar totalmente fechado para a entrada de missionáriose qualquer movimento que seja evangélico. Então isso é um grande milagre,uma porta aberta por Ele.

Quando chegamos na aldeia, o Y já estava nos esperando, um homemgrande, com pele saudável, um típico chefe xinguano, uma aldeia pequena,de um povo curioso e de como sempre crianças encantadoras.A pergunta do Y foi direta, mal terminamos de descarregar as coisas dacaminhonete e ele já veio nos perguntar quando poderíamos começar asnossas conversas. Ele nos deixou bem claro, que as crianças tambémprecisavam aprender, ele queriam que os adultos ouvissem, mas as criançasnão poderiam ficar de fora, porque elas precisam ouvir também sobre Jesus.E foi assim que decidimos com o Y que teríamos reuniões 3 vezes ao dia paraensinarmos sobre Jesus.

E nossos dias na aldeia foram assim , contando historias pela manhã , pelatarde e pela noite, e todos sentavam para ouvir e escutar como se estivessemcomendo a melhor comida do mundo, era como se eu pudesse sentir aspalavras saindo da minha boca e achando morada no coração daquelaspessoas sentadas na cozinha, na beira do fogo , ansiando por saber maissobre o menino que nasceu na manjedoura.

Até as crianças tinham fome para ouvir e para aprender sobre Jesus.As mulheres estavam em uma época de muito trabalho para armazenar opovilho, e garantir o beju quando a mandioca acabar, elas começavam atrabalhar antes do sol nascer, e o trabalho durava até o por do sol, empequenos intervalos de descanso. Nem assim elas perdiam uma só história.Quando a noite chegava todos estavam presentes nas reuniões, curiosospara saber o que iriam aprender, qual história seria, era sempre uma alegria.No final das historias contadas, todos falavam sobre Jesus e do amor quesentiam por Ele e do quanto precisavam aprender mais sobre Ele.O dia de vir embora é que foi complicado, o pedido do Y foi difícil de atender, ele quer muitoque missionários possam morar na aldeia dele, o povo da aldeia com certeza irá ajudar naconstrução da casa, dividir o peixe, compartilhar o beju, eles querem muito aprender mais sobreJesus, querem entender melhor sobre a Bíblia, os corações estão abertos, a alma está sedenta,mas o ceifeiros continuam poucos. Ir embora não foi fácil, com olhoslagrimejados e coração sangrando eu subi na caminhonete para voltar para acidade. Metade de mim ficou por lá.

É uma dor aguda, ver quão poucos ceifeiros somos, mas é um privilégio vera noiva de Cristo se adornando na floresta, ver como Jesus tem chamadoesses povos ao arrependimento e para experimentar a salvação, mesmo elessabendo tão pouco, mas crendo e amando a Jesus tão profundamente.
Que alegria ver a noiva de Cristo se adornando, que privilégio participardesse tempo na vida dos povos indígenas do Brasil.
E eu que tenho quase 20 anos de estrada , de rios , de matas me encanto eme quebranto quando encontro o Cordeiro sendo adorado e glorificado poraqueles que até pouco tempo atrás não tinham ouvido falar nada sobre Ele.Que maravilha e que privilégio! Ele é digno!
Ensinamos tudo o que pudemos nos dias em que estivemos lá, ensinamosnas reuniões, mas era o dia inteiro falando sobre Jesus e respondendo asperguntas tão vivas que eles tem no coração, ouvimos historias de vida ehistorias de milagres poderosos vividos por eles, era desde quandoacordávamos até a hora de dormir falando sobre Jesus. O terreno onde asemente foi plantada estava fértil, preparado para receber, o Senhor comcerteza dará o crescimento e essas sementes darão frutos que glorificarão aEle.
E a você que tem feito parte dessa jornada de fé e de desafios meu muitoobrigada, que o Senhor continue te abençoando e colocando fé e animo emseu coração, até que Ele venha.

Com amor,
Graci Mota


Comentários

Deixe um Comentário